quinta-feira, janeiro 01, 2009

Para encarar o e-learning a sério

O início: o artigo de Richard Mayer (2003), Elements of a Science of E-Learning. Journal of Educational Computing Research, Vol. 29, No. 3, pp. 297–313.

O teste: a tradução do Google da revisão do artigo por Werner Hartmann:
Há muita controvérsia no campo da tecnologia educacional se apoiou computador aprendizagem é melhor do que aprender em ambientes convencionais, como em uma sala de aula ou de um livro. Estudos e relatórios que promovem e-learning muito frequentemente não são construídas sobre a investigação provas, mas são bastante doutrina de base. Este artigo tenta estabelecer uma ciência da e-learning, e-learning em que é definida como qualquer tipo de ensino que usa computadores.

O artigo prevê três métodos de investigação como o núcleo de uma ciência de e-learning. (1) replicaram achados que foram encontrados em uma variedade de contextos. (2) métodos rigorosos, sob a forma de bem concebida e executada cuidadosamente estudos. (3) métodos adequados de dar respostas às questões de investigação útil. O artigo enfatiza ainda mais o consenso entre muitos pesquisadores mídia que não é benéfico para perguntar se um meio é melhor do que outro, porque uma adequada instrução método escolhido é mais importante do que a entrega médio.

A maior parte do artigo salienta replicated efeitos encontrados em estudos de aprendizagem multimédia: modalidade efeito, contigüidade efeito, efeitos multimédia, personalização efeito, a coerência efeito, a redundância efeito, pré-formação efeito, sinalização efeito, estimulação e efeitos. Embora esses efeitos tenham sido conhecida há mais de uma década, o artigo oferece uma visão geral concisa destes efeitos e links deles para e-learning. Os princípios são multimédia transferidas para concreto concepção princípios para o design de multimídia explicações.

Estes achados multimédia investigação por Richard Mayer e seu grupo de pesquisa são seminal na criação de uma fundação de uma ciência de e-learning. Eles devem ser considerados um must-read para todos os envolvidos na concepção de materiais pedagógicos multimídia e na investigação sobre a eficácia do e-learning. Note-se que os achados são restritas aos e-learning que se esforça concepção materiais multimédia para interação humano-computador.

O desenrolar da meada
  • os sites

5 comentários:

Prof. Teresa disse...

beijinhos :-)
Bom ano!

Enviei-te um convite para usares o twitter: se não usas, acho que poderá ser uma forma simples de trocares ideias com noutras pessoas interessadas no e-learning

Paulo Simões disse...

Não conhecia seu blog...
Afinal há mais gente do que pensava a escrever sobre e-learning.
Dê um salto ao meu blog www.pgsimoes.net (Re-Formar).

PS:Dou voltas e voltas e lá vem a Teresa -;).Aqui foi mesmo por acaso...

José Manuel N. Azevedo disse...

Já me inscrevi no Twitter, mas ainda não me deu jeito usá-lo. Acho que tenho que ir à página se quiser escrever ou ler as coisas de outras pessoas. A interface deveria ser mais fácil...

José Manuel N. Azevedo disse...

Paulo:
Eu não escrevo sobre e-learning :-)
Só me interesso pelo assunto, e tenho responsabilidades em relação a ele.
Gostei do seu blogue, vou passar lá de vez em quando.

Paulo Simões disse...

Existem várias ferramentas para trabalhar com o Twitter:TwitterDeck (mto bom), Digsby (um programa que serve para quase tudo :)), TwitterFox (um addon para Firefox).

Quem se interessa por Twitter não usa a interface web...